pub

Festival Rescaldo 2016: Lisboa a abraçar o experimentalismo nacional

 

O Festival Rescaldo celebra a sua 9ª edição em 2016 e volta a oferecer uma panóplia variada de músicos e projectos nacionais “sem rede e sem género”. O certame tem lugar de 19 a 27 de Fevereiro e divide-se entre dois espaços Culturgest e Galeria Zé dos Bois.

A aventura e a experimentação têm vários representantes de peso no Festival Rescaldo que para a sua 9ª edição volta a preparar um alinhamento de absoluto luxo com várias das mais avançadas células exploratórias nacionais: os Gala Drop são um nome consolidado e II, segundo longa-duração lançado em 2014, é um belo exemplo da força rítmica e derivação ambient que Afonso Simões, Nélson Gomes, Jerry The Cat, Rui Dâmaso e Guilherme Canhão são capazes de criar; os HHY & The Macumbas são um grupo enorme, tanto no número, como na qualidade. Um concerto em forma de ritual é o que se pode esperar dos portuenses, que levam o dub a terrenos esotéricos. Throat Permission, álbum lançado em 2014, teve uma recepção bastante positiva na crítica nacional e internacional, sendo um dos projectos a não perder no festival.

No que toca a projectos emergentes, Acid Acid, projecto do radialista Tiago Castro, saltou para o palco em 2014 e a sua música define-se pela criação de camadas de psicadelismo através de guitarras, sintetizadores e loops. O divulgador musical – que já marcou presença em festivais como o Mucho Flow ou o Reverence Valada – actua no dia 25 de Fevereiro e espera-se que seja uma viagem por locais nunca antes explorados.

Nomes como Norberto Lobo, Black Bombaim ou Filipe Felizardo também se encontram no cartaz que procura dar voz a projectos mais experimentais. Os bilhetes já se encontram à venda e têm o custo de 6 euros.

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos