pub

Texto: ReB Team
Fotografia: Pedro Jafuno

As faixas foram feitas durante as primeiras semanas de isolamento.

Estado de Emergência: artistas portugueses unem forças em nova compilação

Texto: ReB Team
Fotografia: Pedro Jafuno

Começou tudo num post de Facebook de Francisco Oliveira, em Março, em que partilhou vários projectos musicais que, graças à crise no ramo dos espectáculos que o COVID-19 causou, incentivou a apoiar, nem que fosse através de “uma ajudinha singela”. Foi aí que Tomás Frazer, mais conhecido no meio musical como Oströl, propôs: “E uma compilação de música feita nestes próximos dias?”

A proposta rapidamente virou séria à medida que artistas apoiavam a iniciativa e foi assim que, num ápice e com a maior naturalidade do mundo, surgiu Estado de Emergência, um projecto que reúne 20 músicas trabalhadas e desenvolvidas ao longo de cerca de três semanas por 20 músicos diferentes. A compilação, que fora apresentada em primeira mão no programa Weathervane, na Threads Radio, simboliza a necessidade de união entre criadores, independentemente da forma como se exprimem musicalmente, e solidifica a ideia de que a comunidade musical se encontra mais unida que nunca e, acima de tudo, que esta pandemia não corroeu os seus processos criativos.

“Bem, no fundo disto tudo está o facto de não conseguir fazer o que mais me tem quebrado barreiras e preconceitos na musica, que é falar e fazer música com músicos que admiro no meu programa para a Threads”, conta Oströl. “Não conseguindo fazer isso, e em vez de estar eu sozinho a fazer um DJ set e monólogo de duas horas, quis pegar no esforço para abrir comunicação e partilha de conhecimento entre nós, músicos, por pessoas como o Francisco Oliveira e o Vasco Completo. Daí a um snapshot orgânico de músicos à minha volta foi meio passo”. Aires, Moreno Ácido, HIFA, Sal Grosso, Carincur e Kara Konchar são alguns dos nomes que deixaram a sua contribuição.

Sem qualquer restrição a universos sonoros, a imprevisibilidade é a palavra certa para definir a viagem por esta compilação, que é construída com tecidos de ambient, drone, techno, IDM, breakbeat, industrial, e outros mais difíceis de categorizar. “Contexto foi pretexto, o que foi decisivo foi juntarmo-nos todos para começar esta compilação que já propôs muitas outras reuniões e foi ignição para muitas ideias”, afirma Francisco Oliveira, acrescentando ainda que este projecto retrata “o acto de emergir, a eminência da emergência e o estarmos juntos, como amigos, colegas e amantes da música.”

Quanto a futuras edições, Tomás promete mais. “Já estou a planear um formato mais focado em temas, e certamente com mais diversidade em produtores. Para mim uma das melhores maneiras de assegurar um mundo artístico inclusivo é a partilha de conhecimento e de espaços sem preconceito, e gostava de acreditar estar a fazer algo nessa direcção com este projecto. Gostava que houvesse mais sentido de entreajuda para necessidades mais imediatas, a habitação por exemplo, mas como músico foi na música que me foi óbvio fazê-lo. A cultura também tem a sua influência na política, suponho, por isso espero que saia alguma esperança daqui.”

É possível ouvir e adquirir Estado de Emergência no Bandcamp da Weatherwave. Os fundos revertem para os artistas envolvidos. A capa foi feita pela Diana Lucena.


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos