Dieter Moebius, nome central da cena electrónica alemã, desapareceu aos 71 anos

Foi Michael Rother, que tem apresentações marcadas para Portugal no festival Milhões de Festa de Barcelos (25 de Julho) e na Galeria ZDB de Lisboa (27 de Julho) quem avançou no Facebook a notícia da morte “do amigo, vizinho e colaborador” Dieter Moebius, que contava 71 anos de idade.

Moebius nasceu na Suíça, estudou arte em Bruxelas e Berlim, e firmou a sua carreira na Alemanha dos anos 70 tendo começado por criar os Kluster com Conrad Schnitzler dos Tangerine Dream e Hans-Joachim Roedelius. Depois do abandono de Schnitzler, a dupla Roedelius-Moebius prosseguiu com o projecto alterando o nome para Cluster e lançando, no processo, dezena e meia de discos, incluindo duas míticas colaborações com Brian Eno, Cluster & Eno e After The Heat, em 1977 e 1978, respectivamente.

O duo começou, no entanto, por se cruzar com o mítico produtor inglês em 1976 quando Eno colaborou durante um par de semanas com os Harmonia, grupo de Dieter Moebius e Hans-Joachim Roedelius com Michael Rother dos Neu!, em gravações que só veriam a luz do dia em meados dos anos 90, quando enfim se localizaram as fitas que há muito se julgava perdidas. Esse trabalho foi editado como Tracks and Traces.

As experiências conduzidas por Moebius e Roedelius são tidas como decisivas para a evolução de uma electrónica mais ambiental que marcaria não apenas as próprias experiências de Brian Eno como toda a geração contemporânea de exploradores das potencialidades experimentais dos sintetizadores.

 

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team