pub

DarkSunn sobre Roxo 03: “Temos um convidado de peso chamado Frank Nitt”

[TEXTO] Alexandre Ribeiro [ILUSTRAÇÃO] Laro Lagosta

 

A Monster Jinx acaba de lançar Roxo 03, a nova compilação da editora fundada pelo “monstro roxo”. Frank Nitt da dupla Frank N Dank é o primeiro convidado internacional a participar num dos volumes.

Conhecidos por procurar os talentos emergentes na produção nacional de hip hop e electrónica, os responsáveis da Jinx revelam agora E.A.R.L, um dos nomes que se estreia aqui com “Jinx Party”. DarkSunn apresenta-nos o produtor: “É um novo elemento que nós já conhecemos há algum tempo. A música dele já andava a pairar nos nossos SoundClouds. Produtor e jovem DJ, tem um estilo muito próprio, com muita soul, mas muito actual. Está a preparar um novo projecto e vamos ter mais novidades em breve.”

 


roxo-03-2


Os “suspeitos do costume” também marcam presença: Pulso, DarkSunn, OSEB, dgtldrmr, pretochines, No Future, Ghost Wavvves ou Roger Plexico têm todos espaço no alinhamento deste novo volume de Roxo. Quem também está de regresso é Raez, “que lançou um EP na Jinx no passado e é família”, como frisa DarkSunn, acrescentando que fora da crew têm “um convidado de peso chamado Frank Nitt – da dupla Frank N Dank de Detroit – que rima em cima de um beat de Roger Plexico.”

E como é que se faz uma viagem musical de Detroit a Portugal? O produtor da Margem Sul conta-nos tudo: “Houve uma ligação a uma série de pessoal de Detroit através de Roger Plexico e das visitas desse mesmo pessoal cá. Pessoal como Slum Village, Illa J e o Frank. Essa conexão foi-se mantendo e surgiu esta faixa com o Frank. Com pena nossa, foi gravada à distância. O Illa J esteve no estúdio de Roger Plexico há uns meses, quando tocou no Porto.”

 


roxo-03-1


Se as coisas normalmente se fazem todas em família, este trabalho traz mais novidades: “Outra particularidade desta [obra] é o artwork. Pela primeira vez na série, convidámos um artista externo à Jinx (a primeira teve a autoria da Min e a segunda do Tiago Lessa): Laro Lagosta. Esta capa representa a interpretação do Laro sobre a Roxo. As cassettes estão todas assinadas à mão pelo artista. Esta ideia de união entre o universo Monster Jinx e o imaginário de um artista será para continuar para as próximas edições Roxo também.”

A internacionalização de um conjunto com as idiossincrasias da Monster Jinx parece desejável e natural. O que é que falta afinal? “Queremos avançar por aí. Acredito que o principal ponto que temos a favor é a nossa longevidade: temos poucos colectivos em Portugal com 8 anos contínuos. Estamos a planear esse caminho e vamos ter muitas novidades este ano sobre isso. O nosso principal foco é continuar a meter música ‘fresca’ cá fora e as oportunidade irão surgir para nos apresentarmos noutros palcos”, revela-nos DarkSunn.

2017 ainda agora começou, mas as novidades prometem consolidar (ainda mais) o nome do colectivo em Portugal: “Temos muita música a caminho este ano. Podes contar com um novo trabalho de Roger Plexico, o segundo do NO FUTURE, do dgtldrmr, bem como o EP de estreia do OSEB. Está em vista também um novo EP meu e mais umas quantas surpresas da equipa”, desvenda DarkSunn.

De ressalvar que OSEB e Darksunn marcarão presença na próxima festa Rimas e Batidas, no Park, já no próximo dia 17 de fevereiro. E material desta nova compilação há-de, certamente, surgir nos seus sets.

Fiquem agora com Roxo 03:

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos