Celeste Mariposa com Afrobaile na ZdB e edits em vinil

O Afrobaile de Celeste Mariposa vai regressar à Galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, em Lisboa, já no próximo dia 17, sexta feira, com uma presença especial: o Conjunto Contratempo, presença lendária nos bailes de domingo que nos anos 80 e 90 animavam as periferias da capital e responsáveis pela imposição do FunaCola, ritmo em que se cruzava a dinâmica do funaná e a sensualidade das coladeras.

A noite da ZdB tem arranque programado para as 22 horas e contará com um DJ set de Celeste Mariposa que se seguirá ao concerto do grupo de Zé Lino, voz principal e viola ritmo, Pascoal, o homem do baixo, Manelinho, dono das teclas, Zé Rui aka Zé di Pitéu, guitarra solo, músicos da formação original a que se junta agora também Vitor Semedo, baterista do conjunto Mistiçu.

No press-release oficial da festa explica-se que o Conjunto Contratempo é “uma banda de baile cabo-verdiana, fundada em 1980 na área de Lisboa, (…) grande impulsionador do FunaCola, estilo musical que funde Funaná com Coladeira e que, posteriormente, seria consagrado pelos Finaçon de Zeca di nha Reinalda. A discografia d’Os Contratempo é incontornável: Terezinha (1982), Tchico Tchicote (1986) e Menina Fiteira (1990)”.

 


17202795_1747514088599401_1134513955702545837_n


Paralelamente, Wilson Vilares, mentor de Celeste Mariposa, prepara a estreia de uma série de edits que serão disponibilizados em reduzidas edições em vinil. O primeiro dos quais leva o título de “Amor Forçado” e nasce de um simples sample de alguns segundos de um CD com uma produção caseira perdido algures no tempo. “Há cerca de 5 anos que faço estes edits“, explica-nos o homem de Celeste Mariposa, “foi música (na sua maioria CDs que vieram de particulares) que tinha um grande potencial, mas que por uma razão ou outra não vingou: ou o cantor não tinha a voz certa, ou os teclados eram baratos, ou a própria produção do tema era má,” explica o DJ, editor e produtor.

“Depois de avaliar o ‘sucesso’ de alguns dos temas na pista, ouvir bem as equalizações, percebi que existem uns 10 ou 15 temas bons e agora, passados cinco anos, decidi por este material na rua, em edições que serão super limitadas pois o intuito é o de mostrar a minha visão sobre esses temas que na minha óptica eram ‘maus’ e precisavam de um empurrão, não havendo a intenção de fazer deles best sellers, apenas de os disponibilizar para amigos”, esclarece Wilson Vilares.”Balança teu Corpo” será o edit no lado B deste primeiro single que será disponibilizado muito em breve. Podem ir acompanhando todas as as informações na página oficial de Celeste Mariposa no Facebook.

Depois da actuação na ZdB, os Celeste Mariposa têm paragem marcada no Caparica Primavera Surf Fest. O gig acontece no dia 15 de Abril com Sara Tavares e Djodje a completarem o cartaz.

 


Rui Miguel Abreu

Rui Miguel Abreu

Crítico musical desde 1989, Rui Miguel Abreu escreve atualmente para a Blitz e integra a equipa da Antena 3. De vez em quando também gosta de tirar o pó aos discos e mostrá-los em público.
Rui Miguel Abreu