BP e Slow J fazem a ligação entre o hip hop e o skate

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Luís Moreira

 

A prática do skate há muito que se relaciona com o mundo do hip hop. Ambas as culturas andam de mão dada já há largos anos. O espírito do punk sempre atraiu os amantes desta modalidade e o hip hop desde cedo que bebe dessa fórmula do Do It Yourself. Mas mais do que uma fórmula é um modo de estar na vida, que se expressa pela construção dos instrumentais e pelas palavras debitadas por um MC que carregam todo o feeling e energia que os skaters sempre procuraram para as suas bandas sonoras.

O caso que noticiamos hoje, musicalmente, não conta com a presença de um MC. Mas não deixa de fazer sentido aliar as batidas de Slow J aos movimentos de skate de Bruno Senra, aka. BP. São dois jovens carregados de talento nas áreas às quais se dedicam que se unem em mais um episódio da saga Surge VS, em parceria com a RVCA. O produtor procura dar ritmo às manobras do skater, que, por sua vez tenta encontrar o tema perfeito para aliar à prática do seu desporto.

“Ver vídeos do Bruno [Senra] a skatar foi a primeira coisa que me inspirou”, disse-nos Slow J, que também tem a sua própria visão do que é estar em cima da clássica tábua com quarto rodas. “Skate é liberdade. Skate são tardes no Largo de Jesus (em Setubal) até o Sol se pôr e mais um bocadinho. Quem já lá esteve sabe. E sabe quem o viveu, seja em que spot for. Em que os rapazes (e as meninas) se juntam para conviver, para partilharem aquilo que amam, para treinar aquele toque novo que já estavam quase a conseguir dar ontem e hoje é que vai ser.”

É um sentimento tão puro e sincero que o motivou a levar muito a sério este pequeno projecto, para que não fosse apenas “só mais um som”. Entregando ao seu beat toda a dedicação e empenho que dele podemos esperar.

Deixa ainda elogios àquele que foi o seu parceiro nesta aventura: “Dos meus tempos de skate não me lembro de ninguém cá em Portugal que skatasse como ele. Eu amo o que faço e uma das coisas que mais me inspira é sem duvida poder estar em contacto e colaborar com outras pessoas que vivem da mesma forma.”

 

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira

Latest posts by Gonçalo Oliveira (see all)