Bob Da Rage Sense sobre “À Moda Antiga”: “Este tema foi inspirado na cena final do filme The Force Awakens

[FOTO] Direitos Reservados

“À Moda Antiga” é o primeiro single do novo álbum de Bob Da Rage Sense. SP Deville produz as dez faixas de As Aventuras de Robbie Wan Kenobie, contribui com refrões e ainda coloca um verso num dos temas do alinhamento. Sir Scratch e Laton são os restantes nomes a deixar a sua marca no sucessor de Ordem Depois do Caos, que já data de 2014.

Ainda sem data de lançamento definida, o próximo longa-duração de Robert Montargil sairá com o selo da Footmovin’ Records e terá edições limitadas em vinil e CD.

O Rimas e Batidas esteve à conversa com o artista, actualmente radicado em Londres, e falou sobre o novo álbum, a relação com Star Wars ou SP Deville:

 



Que tema procuraste abordar nesta faixa?

Este tema foi inspirado na cena final do filme The Force Awakens, quando a Rey encontra o Luke Skywalker parado à beira do abismo numa ilha completamente isolada da galáxia e estende a mão para entregar o sabre de luz. Apesar da abordagem ter sido até bastante aberta, procurei mais uma vez retratar o estado em que se encontra o hip hop nos dias que correm.

Serve de cartão de visita, em termos de temáticas e sonoridades, para o álbum que aí vem?

Mais ou menos, tenho dois sons do género no álbum e o resto são mais introspectivos e metafóricos.

Como se dá a ideia de fazer este projecto conjunto com o SP Deville?

Eu sempre fui um grande fã das produções do SP, desde que o conheço que sempre o reconheci como um dos meus artistas favoritos. Nós trabalhámos pela primeira vez no meu último álbum, Ordem Depois do Caos, e ficámos os dois com a sensação de que devíamos fazer mais. Eu vim viver para Londres, entrei em contacto com ele e começou tudo a andar naturalmente.

Porquê fazer um álbum com tantas referências ao universo de Star Wars?

Eu vi o primeiro filme da saga ainda nos anos 80, era um puto mas cresci a adorar a saga e acho que no meu subconsciente estava “adormecida” a ideia de um dia vir fazer um álbum todo assim. E aí vem…

Há data prevista para o lançamento do disco?

Infelizmente não há data prevista para o lançamento, estamos ainda na fase de arranjos e misturas. Eu não tenho pressa, mas sai ainda esse ano com certeza.

O alinhamento já está fechado?

O álbum terá dez faixas, se bem que gravámos mais do que dez, mas fomos seleccionando e dez foi o número certo. Eu fiz álbuns muito extensos durante a minha carreira, sempre tive muito para dizer, não que não tenha agora, mas prefiro ser mais curto e objectivo. O álbum está completamente fechado.

Vai ser uma edição independente?

A edição terá o selo da Footmovin’ Records e, para além de um número limitado de cópias em CD, iremos também fazer uma edição limitada de cópias em vinil. Vamos deixar tudo o resto a cargo das plataformas digitais.

Vai ter participações?

Sim, tenho apenas três nomes no álbum, para além do meu claro [risos]. O próprio SP que, para além de ter produzido o álbum todo, está na maior parte dos refrões e está também numa faixa com um verso. A outra participação é claramente a do Sir Scratch, com um verso, e o terceiro nome é o Laton. Não trabalhava com o Laton desde 2009 e acho que essa faixa será sem dúvida uma das mais marcantes do álbum.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team