AMAR é para os FORTES: a salvação pela arte de Marcelo D2

[TEXTO] Núria R. Pinto [FOTO] Direitos Reservados

Marcelo D2 não é propriamente um novato nas lides do audiovisual. Se pensarmos que o seu disco de 2013, Nada Pode Me Parar, viu as suas 15 faixas ganharem vida nos ecrãs, não nos soará estranho ver a sua empreitada de 2018 seguir o mesmo curso. “Eu sempre fui um fanático por cinema”, revela-nos. “Logo depois que terminei os clipes pensei porque é que eu não tinha feito uma história. E talvez tenha sido esse o maior desafio da minha carreira.”

A história de que fala chegou-nos nos últimos dias de Agosto e dá pelo nome de AMAR é para os FORTES. Uma curta-metragem que é também o novo álbum do rapper carioca ou, como o próprio o classifica, “um disco para ver”. Na obra quase autobiográfica onde música e narrativa se complementam, D2 escreve e realiza aquela que é uma crónica sonora da realidade do Rio de Janeiro, onde amigos, inimigos, drogas, violência, família, arte, esperança e, claro, amor se encontram.

 



AMAR é para os FORTES veio de uma conversa num bar, depois de um assassinato de uma amiga… Todo mundo muito triste, muito preocupado com a família dela. Todo o mundo conversando sobre isso, sobre como Rio de Janeiro está violento. Como é difícil viver nessa cidade…”, desabafa. A fatídica vivência carioca espelha-se na ficção de D2 ao contar a história de Sinistro (Stephan Peixoto), um rapaz oriundo de uma favela pacificada no Rio, e o seu envolvimento com as artes após se apaixonar por Chloe, uma artista plástica francesa. Será a salvação pela arte, que não raras vezes transpõe a ficção, o caminho para Sinistro se libertar de fantasmas do seu passado? Para Marcelo D2, AMAR é para os FORTES terá sido, certamente, uma visão futurista.

Stephan Peixoto, ou Sain, rapper e filho do músico, interpreta a personagem principal de AMAR é para os FORTES, numa convocatória que, apesar de não ter sido imediata, acabou por se tornar inevitável. “Ele veio ouvindo a história, veio lendo o roteiro que eu estava escrevendo há muito tempo e estava muito por dentro da história. E quando o escolhi, escolhi o resto do elenco pensando um pouco em como todos eram confidentes, na intimidade que havia entre amigos. Para não-actores foi bem mais fácil trabalhar entre amigos”.

 



Alice Caymmi, Gilberto Gil, Kassin, Rincon Sapiência, Rodrigo Amarante ou Seu Jorge são apenas alguns do finíssimo leque de músicos convidados para participar no 10º álbum de D2, cuja co-produção ficou a cargo de Nave e que, inevitavelmente, continua de braço dado com o samba. No ecrã, Orochi, BK ou Brill completam o rol de participações.

AMAR é para os FORTES está desde 31 de Agosto disponível com exclusividade na Apple Music e em www.amareparaosfortes.com.

 


Núria Rito Pinto

Núria Rito Pinto

Hip hop, r&b e brasilidades com tanta moderação quanto vontade. Fundou o clube de fãs da “Corda” do Boss AC, já comprou CDs pela capa e preferia comer douradinhos frios todos os dias do que ficar sem Spotify.
Núria Rito Pinto

Latest posts by Núria Rito Pinto (see all)