7 motivos para não perdermos Slum Village na Ericeira segundo Mr Mute

[TEXTO] Bernardo Mr Mute [FOTO] Direitos Reservados

 

Quem segue a tradição hip hop que emergiu de Detroit, seguramente já terão escutado Slum Village. Três jovens vizinhos do bairro de Conant Garden em Detriot – Baatin, T3 e (deus) Jay Dee aka J Dilla – formaram no início dos anos 90 o grupo Ssenepod que rapidamente viria a mudar de nome para Slum Village.

No próximo ano, o colectivo formado por T3, Illa J e Young RJ celebra 20 anos de existência, efeméride para também relembrar um dos seus fundadores, o malogrado mágico dos beats J Dilla (sem esquecer outros ex-membros, como o também malogrado Baatin e Elzhi).

A Ericeira acolhe hoje o histórico grupo proveniente da Motor City e estes são os setes motivos pelos quais não podem deixar escapar a actuação de SV.

 


 

[“The Look of Love”]
(Fantastic Vol. 1, 1996)

Faixa do primeiro álbum, gravado no estúdio caseiro de Jay Dilla e lançado em 1996, que fez com que as antenas de nomes como Busta Rhymes, Q-Tip, Common, Questlove, D’Angelo se levantassem e levou à colaboração com muitos deles para o clássico Fantastic Vol 2.

 


 

[“Raise it Up”]
(Fantastic Vol. 2, 2000)

Uma lição de sampling e chopping com o “Extra Dry” de Thomas Bangalter a ter tratamento de mestre de J Dilla. Banger!

 


 

[“Tainted Love”]
(Trinity (Past, Present And Future), 2002)

2001 é o ano que marca a separação de J Dilla dos SV – mesmo que tenha continuado a dar algumas dicas de produção a Young RJ, o senhor que se seguiu. Trinity (Past, Present And Future) é lançado no ano seguinte e inclui um novo elemento – Elzhi. Na altura houve algum sururu quanto à sua inclusão mas essa desconfiança rapidamente se dissipou com faixas como esta “Tainted Love”, onde um então desconhecido detriotiano de nome Dwele espalha mel pelo beat.

 


 

[“Thinks We Do”]
(Detroit Deli (A Taste Of Detroit), 2004)

Detroit Deli (A Taste Of Detroit) de 2004 conta com um single produzido por Kanye West e participação de John Legend – “Selfish” – mas a minha faixa de eleição neste album é a “Things We Do” produzida por B.R. Gunna (nome misterioso para o trio Black Milk, Young RJ e Fat Ray).

 


 

[“EZ Up”]
(Slum Village, 2005)

Outro absolute floor-killer com um baixo cheio de suor de anca do álbum Slum Village de 2005.

 


 

[“Scheming”]
(Villa Manifesto, 2010)

Álbum de 2010 que reúne produções de J Dilla e participação de Baatin (falecido em 2009) e conta também com Illa J, irmão mais novo de Dilla bem como Phife Dawg (ATCQ) e Posdonous (De La Soul).

 


https://www.youtube.com/watch?v=Fv9-Oiyv0O8

 

[“Right Back”]
(Yes!, 2015)

Fast-forward para 2015, Ericeira, Sumol Summer Fest, podem ter a certeza que os Slum Village tocarão o primeiro e fortíssimo single do novo album, Yes!Num mundo perfeito fá-lo-iam ao lado dos De La Soul que participam nesta faixa.

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team