7 Dias, 7 Vídeos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.


[Night Lovell] “BAD KID”

As previsões não têm corrido bem a Night Lovell, que viu a edição do seu próximo projecto ser adiada para o dia 22 de Fevereiro. No final de Janeiro, e após um pedido de desculpas escrito à mão que foi partilhado no Twitter, o rapper canadiano deu a conhecer “BAD KID” como faixa de avanço de Goodnight Lovell, que durante a semana passada foi alvo de tratamento visual para o YouTube pelas mãos de Avery Stedman. Fifty Grand e Ginseng assinam o instrumental da faixa e juntam-se na lista de créditos do sucessor de Red Teenage Melody a nomes como Wifisfuneral, $UICIDEBOY$, Lil West ou Lil Gnar.


[Mcabre Brothers] “Tell A Friend” (prod. A.H. Fly)

Lee Scott e Milkavelli formam uma dupla de sonho nos Mcabre Brothers, um projecto que teve início no final da década transacta, numa fase ainda prematura dos dois MCs — apesar da troca de versos entre ambos ser frequente nos respectivos trabalhos a solo, a música assinada pelos Mcabre Brothers deixou de dar frutos em 2011, após o lançamento de Gonzo Lyricism, o seu terceiro projecto. “Tell A Friend” é o tema-título do EP de regresso do grupo, cuja edição digital está marcada para sexta-feira, dia 15 de Fevereiro, por intermédio da Blah Records, de Lee Scott.


[Travis Scott] “CAN’T SAY”

O desejado palco da edição deste ano do Super Bowl ficou entregue à banda de rock Maroon 5, mas não sem uma pitada de rap pelo meio, graças às participações de Travis Scott e Big Boi num dos maiores eventos de entretenimento dos Estados unidos da América. Na ressaca do feito, o autor de ASTROWORLD deu a conhecer mais um videoclipe do seu último disco — “CAN’T SAY” é realizado por Nathalie Canguilhem, tem a Yves Saint Laurent como produtora e transporta o rapper texano para um universo alternativo. London Cyr e WondaGurl produziram a faixa de ASTROWORLD, que também conta com Don Toliver na voz.


[Uno & Benny B] “ EUTANÁSIA”

Já abriu o Ginásio de Benny B: o catálogo de projectos foi rapidamente inaugurado com o segundo volume da mixtape GARAGEM. Segue-se AÇO (1​/​∞), um álbum colaborativo entre Benny e Uno, que teve no veraneante “BÓIA” o seu primeiro avanço. “EUTANÁSIA” é o novo single extraído do longa-duração e tem Amigo Ivo e Pilha enquanto convidados.


[Meek Mill] “Going Bad” feat. Drake

Apesar de só agora receber o estatuto de single, o impacto de “Going Bad” fez-se logo notar aquando a edição de Championships, o primeiro álbum de Meek Mill depois do regresso à liberdade. O tema assinala as tréguas entre o rapper de Filadélfia e Drake, que chegaram a medir forças em 2015, momento retratado no vídeo como um acidente rodoviário. T.I., Swizz Beatz, Nipsey Hustle ou DJ Mustard estão entre as “testemunhas” deste reencontro, marcando presença no videoclipe realizado por Kid Art.


[Trellion] “Bronson Twist” (prod. Sumgii)

“Bronson Twist” chegou-nos apenas dois dias após “Split”, naquela que foi uma das semanas mais produtivas de Trellion nos últimos anos. O rapper de Sheffield, co-fundador da Bad Taste Records, contou com a ajuda de Sumgii na produção do seu mais recente single, beatmaker recorrente na discografia dos Cult Mountain. Lighthouse Tape, o último álbum assinado por Trellion, data de 2015 e teve direito a uma reedição em vinil no ano passado.


[Lord Apex] “Snoop SNL”

Lord Apex recuou até 2018 para recuperar “Snoop SNL” em vídeo, faixa que integrou o alinhamento de S​.​O​.​I​.​L, trabalho que também pertence ao catálogo da Bad Taste Records e teve The Kount como responsável pela produção integral. Realizado por Christopher Rogers, o videoclipe de “Snoop SNL” conta com o rapper londrino — protegido por uma armadura –, enquanto a língua esgrima um conjunto admirável de multies sobre uma batida descontraída.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira