7 Dias, 7 Vídeos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.

 


[Animal Collective] Tangerine Reef – The Audiovisual Album

O activismo liga-se à música no novo álbum dos Animal Collective. Tangerine Reef celebra o Ano Internacional dos Recifes de Coral com um tratamento visual à medida. Algumas horas após o projecto ter sido disponibilizado nas plataformas de streaming, foi a vez do vídeo-disco dar entrada no canal dos Animal Collective, no YouTube. Criado em parceria com a dupla Coral Morphologic — que até já tinha trabalhado anteriormente com Geologist, um dos membros da banda — Tangerine Reef – The Audiovisual Album é um alucinante mergulho pelas cores, formas e texturas dos recifes de corais. Em plena época balnear, nada melhor do que relembrar (como se isso tivesse sequer que ser relembrado…) que há vida para alám da areia onde nos deitamos e da água na qual nos banhamos. Como tal, a pegada ecológica deixada pelo ser humano deverá ser nula.

 


[6LACK] “Nonchalant”

Terceiro single do ano para 6LACK, ele que nos reserva East Atlanta Love Letter, o seu segundo álbum, para 2018, embora ainda sem uma data concreta. Depois de colaborar com OZ em “Cutting Ties” e Joel Little em “Switch”, Ricardo Valentine recorreu desta vez ao arquivo do francês Stwo — que já trabalhou com Drake ou Dreezy — para criar este “Nonchalant”.

 


[YOUNGSTUD] “Snatch” (prod. Sensei D)

YOUNGSTUD e Sensei D formam uma improvável dupla de bandidos que toma de assalto o hip hop esteticamente mais tradicional. O rapper de Alverca regressou ao estilo de rap no qual fez escola, depois de, nos últimos anos, ter desenvolvido as suas competências no lado mais sombrio dentro do espectro do trap. “Snatch” mostra-nos que rimar é como andar de bicicleta — quem aprende nunca esquece, seja o caminho plano ou pleno de subidas e descidas.

 


[King Grubb] “Bad Samaritan”

King Grubb já conhece os cantos à casa na Blah Records. O veterano MC de Lancashire, membro do supergrupo Children Of The Damned, está prestes a editar o seu primeiro álbum a solo. Droopy conta com a produção da recentemente formada dupla Nobodies Home (Lee Scott, Sniff e Jack Chard) e sai no dia 24 de Agosto.

 


[Gizmo] “Soul Collector”

Gizmo já lançou três projectos em 2018 — ao mais recente VENOM juntam-se SPIDER CRAB PEOPLE e o homónimo EP colaborativo com BLVC SVND. No campo dos singles, não são menos impressionantes os números apresentados pelo rapper de Rhode Island, que aumentaram durante a semana passada com este “Soul Collector” — rap, trap, bass e metal fundem-se num só, num estilo que nasceu e cresce a olhos vistos no SoundCloud, popularizado por artistas como Bones ou os $UICIDEBOY$.

 


[Vince Ash] “Text Free”

O gangsta rap tem em Vince Ash uma garantia de futuro. Directamente de Hammond, Indiana — o mesmo estado norte-americano que viu nascer Freddie Gibbs, por exemplo — a proposta musical de Vince Ash vem servida com a crueza típica das ruas e do que de ilícito se passa nelas. O rapper foi “descoberto” por Jeff Weiss, que lhe abriu as portas da sua P.O.W. Recordings para a edição de Do Or Die, o disco de estreia.

 


[FULMETALPARKA$] “Fooly Cooly” feat. she.go

O impacto de Pharrell Williams nos produtores de vanguarda raramente vem da sua fase mais N.E.R.D. — é nos moldes da sua música feita a solo ou como The Neptunes que se torna mais apetecível recriar aquilo que Skaeteboard P nos tem ensinado ao longo das últimas duas décadas. FULMETALPARKA$ escolheu o caminho menos óbvio e apresenta-se num registo rock-rap que raramente encontramos presente no mercado — não é por acaso que um dos seus mais recentes singles se intitula “Revenge of N.E.R.D.”. Ainda à procura do seu espaço, FULMETALPARKA$ editou o EP Teenage Rage OST no ano passado.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira

Latest posts by Gonçalo Oliveira (see all)