pub

6 singles hip hop que escutámos na série 2015 da Adult Swim

[TEXTO] Alexandre Ribeiro

 

A Adult Swim é um canal de televisão por cabo dedicado a conteúdos para um público mais jovem que produz séries como Aqua Teen Hunger Force, Black Dynamite e Loiter Squad, esta última uma criação original dos Odd Future.

Agregado a esse lado mais jovial e de abrangência cultural, o canal também promove anualmente uma série de lançamentos de faixas inéditas junto dos artistas mais empolgantes à época. Falamos da Adult Swim Singles, inciativa que decorre ao longo de 19 semanas – ou seja, matéria suficiente para um álbum-duplo. Do pop ao rock, passando pelo R&B, hip hop e até electrónica, os singles criados para o efeito surgem com vários protagonistas, como Slayer, Sia, Chromatics, Run The Jewels, entre outros.

Neste artigo destacamos as faixas de índole hip hop e R&B que foram lançados na temporada 2015 da Adult Swim Singles.

 


 

[D∆WN] “Running From Sane”

A reinvenção de Dawn Richard tem sido bem recebida pela crítica e este single é a continuação do seu último álbum, Blackheart. Joan D’Arc do R&B, alcunha atribuída pela Fact, traz-nos experimentação em “Running From Sane”, derivações R&B e pop que têm sido exploradas nos últimos tempos por gente como Kelela e FKA twigs.

 


 

[DANNY BROWN + CLAMS CASINO] “Worth It”

Um exemplo perfeito do efeito narcótico que uma faixa pode ter sobre o ouvinte. Danny Brown, dono de um dos flows mais esquizóides e únicos do hip hop actual, entra numa luta interna sobre a procura da fama e o que vale sacrificar para chegar a isso. A produção fica a cargo de Clams Casino, esteta da batida para gente tão diversa como FKA twigs, The Weeknd, Mac Miller ou A$AP Rocky.

 


 

[SHABAZZ PALACES] “The Mystery of Lonnie The Døn”
As margens são com os Shabazz Palaces. Ishmael Butler foi mestre no jazz rap em Digable Planets e agora continua as suas experiências laboratoriais lado-a-lado com Tendai Maraire, em conjunto com Tendai Maraire. “The Mystery of Lonnie The Døn” é o novo mistério do grupo e as vozes soterradas pelos instrumentais soturnos são um dos marcos de distinção do duo de Lese Majesty, excelente registo de 2014 dos Shabazz Palaces.

 


 

[DOOMSTARKS] “Lively Hood”

Dois super-vilões no mesmo espaço condensado em apenas dois minutos. A trama passa-se em Nova Iorque e Doom e Ghostface Killah trocam as suas visões da cidade com o flow sujo e poeirento que lhes é reconhecido. A produção do instrumental fica a cargo de Metal Fingers, pseudónimo de produção de MF Doom. DOOMSTARKS é um dos projectos mais aguardados pelos fãs de hip hop e esta faixa é só (mais) um exemplo do que está para vir.

 


 

[WOKE (FLYING LOTUS, THUNDERCAT & SHABAZZ PALACES) FEAT. GEORGE CLINTON] “The Lavishments of Light Looking”

O afro-futurismo está sintetizado neste super-grupo. Flying Lotus está nos controladores da máquina e chama os Shabazz Palaces, Thundercat e George Clinton para acrescentarem experimentalismo hip hop, groove intergaláctico e funk num frasco amadurecido pela idade. A aliança entre o produtor, baixista e o membro dos Funkadelic já tinha sido sentida com força aquando do soberbo álbum de Kendrick Lamar, To Pimp a Butterfly.

 


 

[RUN THE JEWELS] “Ruble Kings Theme”

A dupla mais incendiária dos últimos dois anos continua a não deixar créditos por mãos alheias. A “desculpa” para criar esta música foi o documentário Rubble Kings, que conta a história de Nova Iorque nos anos 90. Produzido por Little Shalimar, que já colaborou com os RTJ e lançou álbuns pela Def Jux de El-P, a faixa é mais uma bomba sustentada pelo bass que Killer Mike e El-P tanto apreciam.

pub

Últimos da categoria: Ensaios

RBTV

Últimos artigos