Ensaios

O holograma de Tupac Shakur

A “reencarnação” do ícone do gangster rap por via das novas tecnologias, em 2012, foi uma espécie de desafio ao legado do rapper de Harlem que se destacou na West Coast. Afinal, Tupac abordou a morte inúmeras vezes na sua extensa discografia que deu ao género um estilo muito pessoal, replicado por artistas das diferentes coasts dos Estados Unidos. Francisco Noronha revisita esse evento e perspectiva-o face à herança deixada por Pac.

Ler +

O rap e o activismo pelos direitos humanos em Angola I

A investigadora Susan de Oliveira assina a primeira parte de um ensaio que reflecte sobre o papel do rap nos movimentos revolucionários angolanos. Um texto gentilmente cedido pela plataforma buala.org que brevemente terá continuação.

Ler +

Cabaret Voltaire: a electrónica como resistência

Mais do que afirmar uma posição, os Cabs apontaram para o quebrar de impossibilidades através de uma amálgama de sons e influências conjugadas em misturas electrónicas e improvisadas. Hoje aprontam demonstração em Gijón, Espanha.

Ler +

Música portuguesa de dança em 2015: 5 pedradas no charco

Todos os anos são poucos os lançamentos que, surgindo em contraciclo, se propõem a influenciar os caminhos da música de dança a nível global. Em 2015, até agora, já contamos pelo menos cinco, e acontece que são portugueses.

Ler +

6 tracks que escutámos na produção do ReB

Do house ao hip-hop, meia dúzia de sons que nos deram pica durante o processo de construção desta vossa casa.

Ler +

Olha os robots!

Kraftwerk ao vivo em Portugal. Ontem em Lisboa, hoje no Porto, na Casa da Música. Imperdível, pois claro.

Ler +

Das abelhas e das borboletas: ideias sobre Kendrick Lamar

O MC de Compton assumiu o trono do hip hop com um álbum denso, complexo e de cruzamentos de géneros num ano em que a música negra parece ser a tela do hip hop e R&B norte-americano.

Ler +

DJ Mustard: 10 instrumentais essenciais

O produtor de Los Angeles dominou o hip-hop mainstream norte-americano no ano passado. Eis “Mustard on the beat” num spin que nos embrenha nas construções sonoras de Dijon McFarlane.

Ler +

De onde vem e para onde vai Panda Bear?

A celebração do universo pop sintético do produtor Noah Lennox após na ressaca da apresentação do seu mais recente álbum – Panda Bear Meets the Grim Reaper – em Lisboa.

Ler +