Posts by Francisco Noronha

“The Divine Feminine”: o número 6, uma canção, um pretexto

Terceiro exercício em torno do numeral 6 para celebrar números nas redes: um olhar diferente para a faixa 6 do novo álbum de Mac Miller.

Ler +

DRAKE // Views

“Views” cristaliza a sofisticação do universo Drake. A pergunta é: e agora? Nothing will be the same?

Ler +

Keso // KSX2016

O pintor de interiores mais famoso da música portuguesa voltou. E continua a foder tudo à sua volta.

Ler +

Keso // O revólver entre as flores

Um dos tesouros mais bem escondidos do hip hop português

Ler +

Blasph & Beware Jack //OPROCESSO

Uma harmonia muito possível entre dois rappers

Ler +

Blasph // Frankie Diluvio Vol.1

Língua afiada ao serviço de punchlines memoráveis.

Ler +

Sam The Kid: a arte superior de um contador de histórias – Parte III

Na terceira e última parte deste artigo, Francisco Noronha prossegue a análise, em concreto, das principais características ou linhas de força do storytelling de Sam The Kid.

Ler +

Sam the Kid: a arte superior de um contador de histórias – Parte II

Na segunda parte do artigo de Francisco Noronha sobre a arte do “storytelling” de Sam The Kid, o autor apresenta, com exemplos práticos, os vários processos de construção das histórias de Samuel Mira. De “6 Ta Feira” a “16/12/95”, picando ainda faixas como “Solteiro” (mixtape de Orelha Negra com Regula), “És Onde Quero Estar” (colaboração com os Mind da Gap) ou “Pitas Querem Guito” (colaboração com os 5-30).

Ler +

Sam The Kid: a arte superior de um contador de histórias – Parte I

Num artigo dividido em três partes a publicar ao longo desta semana, Francisco Noronha disseca o talento lírico de Samuel Mira. Nesta primeira parte, o autor começa por explicar o que é o storytelling, um recurso comum na história do hip hop e que, quando bem feito, torna-se num “exercício intelectual e técnico exigente, uma vez que implica uma engenharia complexa de conjugação de vários elementos e recursos”. E Sam The Kid, nesse aspecto, “atinge níveis superlativos”.

Ler +

Os sons que mais rodei em 2015 por Francisco Noronha

O hip hop e as malhas que se misturaram com o cinema perfazem o retrato sónico de 2015 deste colaborador do Rimas e Batidas.

Ler +