[RBTV] Bons Sons: numa aldeia sem idade

[TEXTO, FOTO E EDIÇÃO] Manuel Abelho [IMAGEM] Manuel Abelho e Sara Vitória



Em Cem Soldos, Bons Sons, cem sons, mil sons, variedade de sons do rock ao hip hop, do popular ao indie, na busca do novo, na procura da harmonia. Durante quatro dias de festival, entre 12 a 15 de Agosto, a aldeia transformou-se num lugar de encontros, entre pessoas novas e velhas, entre vários estilos musicais, mas com uma particularidade: a música portuguesa.

Pisaram os palcos artistas mais consagrados, mas também houve espaço para projectos locais, símbolos de alegria e energia, provando que a vida acontece e continua a ser possível.

Dentro do nosso universo da electrónica e hip hop sentimos, de pés bem assentes na terra, o ritmo viajante dos Sensible Soccers e o groove de Da Chick (na foto). Registamos também White Haus, Fandango, onde a guitarra portuguesa e o acordeão se misturam com ritmos e batidas. E por fim no registo de banda, os D’Alva deram um espectáculo de se lhe tirar o chapéu com Alex D’alva Teixeira, um frontman foi incansável que nem se fez rogado na hora de ir beber água aos Linda Martini.

Os DJs subiram ao palco Aguardela no final da noite os festivaleiros que não fugiam para as tendas para fugir ao frio, aqueciam-se a dançar aos ritmo de Dotorado Pro, Rastrotanaut, Niagara, Puto Márcio, Dj Lilocox e de Branko.

Um evento a reter na memória dos festivaleiros e dos residentes. O próximo já se deseja como uma boa nova no horizonte.

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team