Karlon junta-se a Razat em Tardigrado: “Vai marcar-nos para o resto da vida”

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Karlon e Razat formam dupla em Tardigrado. O segundo disco do ano para o veterano MC numa edição Kreduson em parceria com a Crate Records.

 



Foi há quase um ano que Karlon e Razat meteram o rap português em sentido. “Fotocópia” foi o single de apresentação de Tardigrado, uma faixa que apelou ao bom senso musical numa altura em que a industria se vê rodeada de clones. “O tema foi feito mais numa de gozo, para a malta não ter que seguir só as tendências”, explica o rapper ao ReB. Tendências essas que nada têm a ver com o já gasto debate do boom bap versus trap. Tardigrado serve como prova de que os vários subgéneros da cultura urbana podem combinar na perfeição, bastando dois dedos de testa e a tal impressão de originalidade na abordagem a cada tema. “Eu gosto de trap”, garante Karlon, que relembrou ainda já ter recorrido ao estilo na mixtape Paranóia e que, em 2004, adivinhava o futuro som que viria a popularizar-se em Atlanta.

“Nós pensámos no Tardigrado porque é uma espécie imortal”, explica o rapper sobre o título escolhido para o novo disco. “Passámos horas a falar e tivemos alguns encontros. De um modo natural, fomos desenvolvendo este trabalho, que vai marcar-nos para o resto da vida.”

Razat fala-nos do modo intuitivo como a criatividade fluiu entre ambos: “Eu fui produzindo beats e fui enviando ao Karlon. Ele escreveu logo para os que curtiu. Foi muito fast, na verdade. Eu mandava-lhe três beats e ele aparecia no dia seguinte com duas letras.”

O produtor, fundador da Crate Records, volta a vestir a bata e assume-se como um verdadeiro doutor na arte das batidas. Tardigrado não conhece barreiras e serve de palco para as mais variadas influências que pairam dentro do universo musical de Razat. Depois de produzir grande parte d’O Conto para L-ALI, assume, pela primeira vez, todos os instrumentais num disco a meias com um MC.

Karlon submeteu-se ao tratamento digital e reinventou-se (novamente) para surgir mais fresco do que nunca sob a batuta do seu novo parceiro. Os artistas já tinham colaborado em “Xinti Fly” e “Mundu Manipuladu”, temas que fizeram parte do alinhamento de Tinha K Ser, o primeiro de três álbuns a que Karlon prometeu lançar este ano. Tardigrado é o segundo dessa ambiciosa lista de tarefas.

 


Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira