J. Cole abre o jogo e fala sobre kiLL Edward, Kanye West, Kendrick Lamar ou Young Thug em nova entrevista

[FOTO] Direitos Reservados

J. Cole lançou ontem no seu canal no YouTube uma entrevista com Angie Martinez, da Power 105.1. A conversa passou por tópicos “quentes” como a sua relação com Drake, Kanye West, Kendrick Lamar ou Lil Pump, bem como a misteriosa personagem kiLL Edward. O produtor Salaam Remi cedeu o seu estúdio em Miami para a entrevista, que aconteceu antes do concerto do MC/produtor no festival Rolling Loud.

 



[LIL PUMP E SMOKEPURPP]

Apesar da controvérsia entre os dois rappers, J. Cole surpreendeu tudo e todos ao afirmar que aprecia a nova geração de artistas que tem tomado a indústria de assalto. “Eu curto a música deles”, admitiu o autor de KOD. “Não é que eu ande a por aí a conduzir enquanto os ouço, mas eu dediquei tempo a ouvi-los, tipo ‘Yo, isto é divertido.’ Não é sobre nada e nem sequer importa. É divertido.”

[DRAKE]

J. Cole quebrou dois recordes de Drake com o lançamento de KOD. O último disco do fundador da Dreamville destronou Views e More Life. “Ele [Drake] enviou-me uma mensagem a dizer ‘odeio-te’.”, revelou o rapper em tom de brincadeira.

[KANYE WEST]

Aquando da entrevista de Yeezy com Charlamagne tha God, o entrevistador revelou que Kanye tinha a ideia de que a letra de “False Prophets” — tema que J. Cole lançou em 2016 — era para si. Alguns dias depois, o autor de The Life Of Pablo veio a público partilhar uma conversa privada que teve com Cole, que não terá ficado agradado com a situação. “Aquilo fez-me sentir de uma certa forma, eu disse-lhe isso”, explicou durante a entrevista, frisando que Kanye lhe pediu desculpa após o sucedido.

Sobre o conteúdo das suas rimas em “False Prophets”: “O tema não é sobre o Kanye. Há um verso que se aplica a ele, certamente, mas se ouvires o tema inteiro (…) Estamos a venerar celebridades.”

[KENDRICK LAMAR]

Os rumores sobre um álbum colaborativo de J. Cole e K. Dot já existem há algum tempo. Para o desânimo dos mais crentes, o artista negou a existência de qualquer tipo de projecto da dupla. “Não é que eu não queira trabalhar com ele, não é esse o caso”, afirmou. Os encontros em estúdio entre os dois MCs aconteceram, mas as canções ficaram para trás. “Ele tem uma carreira, eu tenho uma carreira. Eu tenho uma família, ele tem uma família… Teria sido mais fácil no início.”

[KILL EDWARD]

Cole acabou com o suspense e admitiu ser ele o homem por detrás de kiLL Edward, o único MC “convidado” para ingressar em KOD — “Niggas ain’t worthy to be on my shit”, rima na faixa-título do disco. Um alter-ego que lhe permite sair da caixa na qual J. Cole começa a sentir-se preso. O nome é herdado do padrasto Edward que, segundo o artista, “passou-lhe” características pouco saudáveis durante a sua fase de crescimento. kiLL Edward é o exorcizar desses demónios, algo que lhe dará matéria suficiente para um álbum completo sob o seu novo pseudónimo — “Esse disco soa ao futuro”, disse entre sorrisos.

[YOUNG THUG]

No início de Maio, J. Cole anunciou que a tour para promover o novo álbum ia arrancar. O convidado especial não poderia ser uma surpresa maior: Young Thug. Na conversa com Angie Martinez, o autor de KOD não poupou elogios ao rapper de Atlanta e chamou-lhe “génio” e “inovador”.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team