Hip to da Hop é o novo documentário sobre o hip hop em Portugal

[FOTO] Direitos Reservados

Depois do anúncio de um documentário sobre o rap da cidade do Porto — Não Consegues Criar o Mundo Duas Vezes, feito pelo colaborador do Rimas e Batidas Francisco Noronha e Catarina David — chega agora a notícia de outro filme documental sobre o hip hop em Portugal, Hip to da Hop. Realizado por António Freitas (à esquerda na imagem) e Fábio Silva (à direita), o trailer já está disponível, assim como uma campanha de crowdfunding para apoiar a produção.

“A ideia surge em Outubro de 2015 com a vontade de produzir um filme para homenagear o hip hop”, diz a dupla ao Rimas e Batidas. “Um dos factores importantes foi o facto de além da realização termos também conhecimentos e estudos em comunicação, jornalismo, fotografia, design, literatura e ilustração, e por isso fazia todo o sentido para nós juntarmos as nossas competências e fazer um filme documental. Temos também coisas em comum como o facto de termos participado activamente na cultura hip hop durante anos, conhecermos a sua história e muitas pessoas que pertencem ao meio.” Por isso, escolheram debruçar-se sobre a cultura hip hop portuguesa quando tiveram a vontade de desenvolver um documentário em conjunto.

Hip to da Hop tem estado a ser feito no último ano e meio, e, apesar de “valorizar e respeitar os valores do hip hop”, pretende chegar a “um público mais vasto”. No subtítulo do filme, que ainda está a ser produzido, lê-se “uma viagem por Portugal em 4 vertentes” e é precisamente nisso que o documentário se vai focar: acompanhar protagonistas da cultura hip hop por todo o país, sejam eles rappers, DJs, writers ou bboys.

“Queremos viajar pelo país e compreender melhor uma cultura que continua em expansão. Vamos certamente voltar ao norte do país, filmar novamente no centro, ir ao sul e às ilhas. É absolutamente mágica a relação entre a cultura portuguesa e o hip hop. A forma como cada artista se apropria do seu país de diferentes formas e se exprime com base nos valores culturais do hip hop é fascinante. Além disso quisemos explorar a relação que existe entre os artistas das várias vertentes. Há uma diferença muito grande neste parâmetro, cada artista vive a sua e as outras vertentes de diferentes formas.”

Há mais de 30 entrevistados neste documentário: Mundo Segundo, Ace, Odeith, Bambino, Nomen, Chullage, Orelha Negra, DJ X-Acto, YouthOne, NBC, Exas, Slow J, DJ Ride, Stereossauro, Bdjoy, TNT, Sanryse, Robinho, Sensei D ou SãoOneArt são alguns dos nomes que aparecem no trailer. Mas nem todos figuram no vídeo, avisam Fábio Silva e António Freitas. “Tivemos o cuidado de escolher a dedo cada uma delas. Temos figuras muito conhecidas do público e outras menos conhecidas. Aquilo que realmente nos interessa é que cada uma delas seja uma figura chave no puzzle que estamos a montar. O mais importante para nós é que o documentário viva muito de imagens e silêncios, que seja uma obra cultural, que tenha o deslumbramento cinematográfico que distingue o documentário das reportagens independentemente do número de pessoas entrevistadas.”

Para conseguirem cumprir todos os objectivos a que o filme se propõe, os realizadores lançaram uma campanha online de crowdfunding para financiar as próximas viagens e custos de produção. “O hip hop foi construído com o esforço de todos aqueles que vivem a cultura, e acreditamos que vai acontecer o mesmo com este documentário. Estamos a retratar uma cultura que amamos e que merece ser emoldurada nas telas de cinema com o mesmo carinho, respeito e paixão com que foi sendo tratada ao longo dos anos.”

Hip to da Hop ainda não tem data de estreia — irá depender do financiamento — e o objectivo, depois, é levá-lo novamente a todo o país, onde tem estado a ser filmado. Mas não só. “Iremos depois participar em festivais de cinema nacionais e internacionais. E é quase certo que iremos partilhá-lo depois na Internet. O objectivo é chegar ao maior número de pessoas, divulgá-lo em Portugal e no resto do mundo.”



cartaz_hip_to_da_hop_v10ptb

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team