Hip Hop Honeys: um retrato das mulheres dos videoclipes

[TEXTO] Alexandra Oliveira Matos [FOTOS] Brian Finke

“O que chamamos às mulheres que aparecem nos vídeos de hip hop? Essas mulheres, vulgarmente não identificadas, que aparecem a dançar ou a pousar e cuja presença indica o status do rapper, geralmente masculino, são hip hop honeys, video vixens, video girls, modelos, bailarinas?”. São as primeiras questões que Brian Finke, fotógrafo, colocou para chegar a Hip Hop Honeys, o livro de fotografia que lança em Março de 2018. Durante três anos, o autor de livros como 2-4-6-8: American Cheerleaders and Football Players, Flight Attendants, Construction e U.S. Marshals frequentou os bastidores de inúmeros videoclipes de artistas como Busta Rhymes, Kanye West e muitos outros.

 


hip-hop-honeys


Do rol de questões colocadas pelo fotógrafo, há uma que começa a ser respondida no prefácio escrito por Abigail Covington, a que tivemos acesso: Estas mulheres são reverenciadas, sexualizadas, degradadas ou empoderadas? Das, chamemos-lhe, hip hop honeys entrevistadas, há respostas para todos os gostos. Wiolleta diz que sempre se sentiu confortável e nunca se sentiu objectificada. Acrescenta até que aparecer nestes vídeos a faz sentir empoderada. Já Lizzie, outra das modelos com quem Abigail esteve à conversa para o prefácio, diz que é um misto de várias sensações. Por um lado sente-se assediada, mas por outro empoderada. “Como mulher tens de aguentar porque és um rebuçado aos olhos dos homens”, afirma Lizzie acrescentando que “os homens não são sempre uns gentleman”. Jeff, director de casting, diz que este é “um mundo de homens” e que “as mulheres são assediadas e têm de lidar com isso”. Se não quiserem fazer aquilo que os realizadores lhes pedem, “há sempre outras miúdas”, sublinha Jeff.

O livro de fotografia documental de Brian Finke quis, sobretudo, retratar emoções, momentos de vulnerabilidade, momentos de concentração no backstage de vídeos que ocupam longas horas de trabalho para que se consumam em poucos minutos e em que, tantas vezes, essas hip hop honeys são meros frames. “Penhoras dos realizadores”, lê-se no prefácio do livro que vai ser lançado em Nova Iorque durante uma exposição de fotografia do mesmo livro. A exposição, na ClampArt, estará em exibição de 29 de Março a 12 de maio de 2018.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team