Evidence // Weather or Not

evidence-review

[TEXTO] Moisés Regalado

Apesar de estar afastado das lides discográficas desde 2014, altura em que se juntou a Alchemist para formar Step Brothers e a Rakaa e Babu para o regresso de Dilated Peoples, é preciso recuar sete anos para descobrir o último registo editado em nome próprio por Evidence. Depois de Cats & Dogs (2011), o rapper e produtor está finalmente de volta aos álbuns a solo e o contexto não podia ser mais prometedor. Novamente sob o selo da histórica Rhymesayers, Weather or Not recupera o conceito que tem pautado a carreira de EV, bem como a sonoridade que lhe foi associada no início do trajecto.

Se Cats & Dogs trouxe consigo uma paleta de cores mais ampla que os antecessores, o novo longa-duração pinta-se novamente em tons de cinzento, servindo de ponto final à saga The Weatherman. Os créditos devem ser dados ao próprio Evidence, mentor e produtor de três instrumentais, mas também aos inevitáveis Twinz The Beat Pro, Babu, Alchemist ou Premier. Samiyam, Budgie e Nottz, presentes num disco do artista pela primeira vez, completam a incrível lista de beatmakers deste Weather or Not.

 



“You’re now rockin’ with the west”, começa por avisar o MC em “The Factory”, acrescentando o que já se sabe: “the rest happens naturally”, ou não fosse Evidence conhecido por Mr. Slow Flow. A ponte com o passado sai reforçada assim que se ouve uma das suas rimas mais icónicas, eternizada em “Letyourselfgo” mas também em “Pro’s & Con’s”, aqui reciclada da seguinte maneira: “There’s a reason why my friends sip codeine/I sat home at night bangin’ so fresh and so clean”. Como não podia deixar de ser, dicas e métrica constituem-se como principais ingredientes do disco.

Os jogos de palavras são próprios de quem entende o flow como uma simbiose perfeita entre texto e entrega, limando ambos com a mestria de quem não quer prejudicar nenhum dos aspectos. Apesar da tendência actual e global passar por aí, Evidence foi um dos primeiros a desenvolver uma escrita que beneficia os silêncios pronunciados, ainda numa altura em que esse gimmick era utilizado sobretudo por rappers mais técnicos e, salvo raras excepções, menos mainstream. “I went from slow flow to never the same flow”, diz EV em “Jim Dean”. Talvez a afirmação peque por exagero, mas, verdade seja dita, nunca um flow tão linear cansou tão pouco.

 



O vídeo de 55 minutos com que o álbum chega ao YouTube assume-se como pretexto ideal para acompanhar Evidence num exercício cada vez menos comum: ouvir música sem que nenhuma tarefa ou actividade sejam desenvolvidas em paralelo. Assim pede o seu rap e assim pedem os convidados, bem como as produções que os embalam. A competência do Weatherman de serviço é inquestionável, tal como o peso dos nomes de Slug, Defari, Styles P, Rapsody ou Jonwayne, perfeitos co-pilotos do rapper ao longo desta viagem.

Michael “Evidence” Perretta já disse: o próximo disco marcará o início de uma nova sequela, sobre a qual não revelou quaisquer pormenores adicionais. Enquanto assim não acontece, e mesmo que os próximos de Step Brothers ou Dilated Peoples não cheguem brevemente, estão reunidas as condições ideais para que a espera valha a pena. Porque Weather or Not é perfeito para consumir de imediato, com o entusiasmo de quem descobre novos raps, mas também para apreciar prolongadamente, até que a sua monocromia aparente revele a escala de cinzentos por que Evidence se move.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team