Big Daddy Kane é o “smooth operator” no novo episódio de Tiny Desk Concert

[TEXTO] Alexandra Oliveira Matos [FOTO] Direitos Reservados

“Big Daddy Kane is on the mic” e trouxe uma festa hip hop à moda antiga para o Tiny Desk Concert. Em 2006, a MTV incluiu-o na lista dos “Greatest MCs of all time”. A segunda canção que cantou neste pequeno concerto foi “Ain’t No Half Steppin'”, tema que lhe valeu o lugar 25 na lista da Rolling Stone das 50 melhores músicas de hip hop de todos os tempos. Pequenas provas do estatuto de “lenda” que Antonio Hardy detém.

O seu primeiro álbum, Long Live the Kane, faz 30 anos em 2018. O último, Veteranz’ Day, já comemora 20 anos. Porém, Kane não perdeu as capacidades que o eternizaram na arte da rima. Entre as clássicas “Smooth Operator“, que abriu o showcase, “Ain’t No Half Steppin'” e “Raw”, o mítico Big Daddy sublinhou que está contente por “ver que as pessoas gostam mesmo de hip hop” e que o género “continua a crescer”. Pediu ainda que, independentemente do debate intergeracional acerca da definição do que é ou não é rap, “os fãs de todas as idades apoiem aquilo de que gostam”. “Seja qual for o tipo de hip hop de que gostas, continua a adorá-lo, a mantê-lo forte”, afirmou.

Os 19 minutos no escritório comprovam que ainda é um MC de referência, mestre em todos os aspectos da vertente. No texto que acompanha o vídeo, a NPR Music reforçou a importância de criar uma ponte entre as lendas do hip hop e as novas gerações. E fê-lo da melhor forma…

 


Alexandra Oliveira Matos

Alexandra Oliveira Matos

Questionar é o verbo pelo qual orienta o olhar. Licenciada em jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, mestre em continuar a aprender.
Alexandra Oliveira Matos